Blog da comunidade "Carnaval Salvador Eu Vou!"

Posts marcados ‘briga’

Igor Kanário fala da briga com No Styllo

Foto: César Irará

O vocalista da banda A Bronkka, Igor Kanário, esclarece toda a polêmica que está rondando os bastidores do pagode entre a sua banda e o grupo No Styllo. Polêmico, ousado, abusado e sem papas na língua, o menino, que está em ascensão na música baiana, falou sobre o preconceito que a sociedade elitizada tem com sua música e revelou todos os detalhes da sua rivalidade com o cantor Chiclete. Segue abaixo um trecho concedido ao site Universo Axé:

UNIVERSO AXÉ –  Igor, você está a quanto tempo liderando a banda  A Bronkka?

Igor Kanário – Na Bronkka tenho dois anos, mas comecei a cantar desde meus 14 anos, passei pelo Swing do P, Patrulha do Samba… Aí resolvi sair do Swing do P e formar a banda A Bronkka, que apesar de ter apenas dois anos de criação os músicos já tocam juntos há 9 anos.

UNIVERSO AXÉ – Muita gente discrimina A Bronkka porque afirmam que o grupo é voltado para o ladrão. Vocês direcionam seu público?

Igor Kanário – Tocamos para todo tipo de público, A Bronkka não fala só de guetto, apesar de ser a nossa identidade, a nossa raiz ser a Liberdade (bairro). Temos música para agradar todo tipo de gente, sejam crianças, idosos, mulheres… nossas músicas falam de brincadeira, de amor… enfim, a gente toca o que o povo gosta de ouvir.

UNIVERSO AXÉ – Então o seu público não é marginalizado?

Igor Kanário – Eu vejo isso de uma forma diferente, estão julgando mal o nosso trabalho. O nome de fato é forte, A Bronkka, mas é a Bronkka do bem e a gente não está aqui para passar marginalidade para a galera, estamos querendo passar através da nossa música um pouco do que a gente viveu. Se as pessoas forem perceber, todas as letras das músicas da Bronkka são uma história, não são apenas refrão e estrofe, são letras.

 UNIVERSO AXÉ – Vocês não sofrem nenhum tipo de preconceito pelo estilo de cantar?

Igor Kanário – A galera tem que parar com esse preconceito porque a gente não está aqui para induzir ninguém para ir para o lado errado nunca. Estamos aqui para levar música, alegria e um pouco da nossa cultura do guetto.

UNIVERSO AXÉ – O que verdadeiramente acontece entre o Igor Kanário e Chiclete?

Igor Kanário – Na verdade, eu não tenho necessidade de ficar discutindo, brigando com ninguém sabe? Eu faço meu trabalho, sei do meu talento, sei da minha voz, sei que o povo sabe que a voz é minha e quem me imita é ele… Mas tudo que é bom se copia e o resultado é esse que todo mundo vê, que é o rapaz de lá imitando, mas está perdendo tempo, porque Igor Kanário só tem um, é único!

UNIVERSO AXÉ – Muitos artistas já passaram por essa situação. Qual o problema disso?

Igor Kanário – O problema que já está passando do lado musical, a gente não está aqui apelando para aparecer. Muita gente pensa que é jogo de marketing para as duas bandas se engrandecerem, mas não é… Já é um problema pessoal, já é falta de respeito, é ego de um homem, por que homem que é homem não manda recado. Enquanto estava no lado musical eu estava quieto, ele fazia a música dele de lá, eu fazia minha música de cá, mas todo mundo sabe que eu estou em primeiro lugar, que o original sou eu.

UNIVERSO AXÉ – Como você analisa essa rivalidade entre os fãs da Bronkka e No Styllo?

Igor Kanário – Queria dizer aos meus fãs que não liguem, peço a eles que ignorem… não se metam nessa briga, continuem ouvindo meu som e deixem a briga pro Kanário aqui.

Anúncios

Durval minimiza briga com Levi Pereira

Foto: Divulgação

 O cantor Durval Lelys aproveitou a coletiva de imprensa neste sábado, 16, no Axé Brasil para esclarecer sobre a suposta briga com seu ex – baixista Levi Pereira. “Não está acontecendo nenhuma briga na justiça, o que fizemos foi um acordo em cartório… Leví era o mais velho, o mentor intelectual do Asa. Ele nos deixou para tentar uma nova vida na França. Tentei segurá-lo, mas com certeza não houve mágoa”. O líder do grupo Asa de Águia informou ainda que o substituto de Leví é o próprio sobrinho, Daniel Ramon. “Essa sequência de fatos positivos mostra que está tudo bem”, esclareceu Durval. Resta entender o motivo do baixista ter feito aquele desabafo em seu blog:

“Pois é galera, não há nada de mais, apenas eu me achei estagnado por não ter poder de traçar novos rumos na nossa musicalidade, pois propus a Durval fazermos  um disco alternativo que não tivesse nada com o Asa para soltarmos nossas obras engavetadas que não faziam parte do contexto do mercado que cada vez mais se torna exigente, isso foi totalmente ignorado pelos interesses da Duma ( a empresa de Marcelo e Durvalino ), pra mim foi um balde de água fria nos meus ânimos pois eu, Radi, Bajara, Rambo e o próprio Durval, temos muitas músicas que poderiam agradar além do universo axé, acho que seria uma ótima oportunidade de mostrarmos outro lado nosso…mas…não houve interesse nem resposta, aí comecei a pensar como seria possível levar esse projeto adiante. Somei a este fato o medo da violência, corrupção, inflação, e outras coisas mais que no nosso país tem de sobra, joguei a toalha desistí de lutar e dar murro em ponta de faca e entrei com um pedido de visto de competências e talentos junto ao Consulado da França pois lá se dá muito valor a arte de um modo geral. Conseguí e fui recomendado pelo próprio consul como um dos melhores baixistas do Brasil e ele próprio até parabenizou o governo Sarkosi por ter-me abraçado e acolhido em seu território.

 Nem parei para pensar, aceitei o convite e fui!!!!!
Levi”

Fonte: Universo Axé

Assessoria do Parangolé esclarece polêmica com Angra

Um trecho da briga no Twitter

Para entender a polêmica que está rolando entre Kiko Loreiro da banda de rock Angra e Léo Santana do Parangolé. O primeiro acusa a banda baiana  de  plagio. Segundo Kiko,  a música Azeviche gravada pelo Parango há quatro anos, quando o vocalista era Nenel, é cópía de Nova Era, do Angra. Léo Santana diz que essa música há muito não está no repertório do Parangolé.

Segundo Daniela Basilio assessora de imprensa da Salvador Produções, as Editoras que cuidam das músicas do Parangolé e do Angra já estão conversando para resolver o impasse.

Fonte: Marrom

Nuvem de tags