Blog da comunidade "Carnaval Salvador Eu Vou!"

Bell no Twitter

O líder do grupo Chiclete com Banana, Bell Marques, aderiu à febre do Twitter. Com a ajuda dos filhos Rafa e Pipo Marques, o cantor criou o seu perfil oficial @bellmarques e já possui oito mil seguidores, “Em dois dias, ganhei mais de 6 mil seguidores. Me divirto com todas as perguntas que me fazem e, aos poucos, vou aprendendo mais e tentando responder a todos”, comemorou o chicleteiro.

Fonte: Universo Axé

Durante dois dias, a cantora Ivete Sangalo aproveitou o tempo em Salvador para fotografar e filmar a nova campanha publicitária da Rossi, uma das principais incorporadoras e construtoras do País.

As fotos do making revelam a artista em momentos do seu cotidiano, lendo um livro, deitada na cama com o computador e ao lado do cachorro. A campanha terá um tom alegre e descontraído, bem no estilo da cantora, e deve ser veiculada entre maio e dezembro de 2011.

Fonte:Universo Axé

Foto: Divulgação

Karol Loren, a loira do grupo É o Tchan, posou usando apenas uma calcinha delicada da Victoria´s Secret e uma sandália de salto bem alto para a edição de maio da revista baiana “Forma e Fitness”.

A dançarina, de 102 centímetros de quadril e 84 de busto, revelou que sente a necessidade de aumentar os seios. “Silicone resolve muita coisa hoje em dia. Agora que acabamos de gravar o DVD, e que passou o carnaval, espero ficar com a agenda tranqüila para colocar o silicone. Com a mudança, tenho certeza que as coisas ficarão melhores. Aguardem”, justificou.

Fonte:Pida!

Foto: Manuela Pereira

O cantor e compositor Alexandre Peixe deixa a produtora Pequena Notável para abrir seu próprio escritório. Para o comando da empresa, Peixe convidou Alexandre Vianna, que atualmente cuida da agenda de shows de Tomate na Penteventos. As informações são do jornal Correio da Bahia.

Fonte: Carnasite

RIP Joinha

Vitmado por um infarto fulminante o baterista Thiago, 24 anos,mais conhecido como Joinha *(oto), morreu na manhã de quinta-feira (28) depois de chegar do ensaio com Leandro, ex-Rapazolla, no Rio de Janeiro.    Inconformado com a perda, Leandro desabafou:  “Não fomos educados para esse tipo de surpresa.  Mas, se a vida tem inicio, meio e fim, que nosso irmão esteja com Deus”.

Fonte: Marrom

Foto: Divulgação

Foto: Fred PontesDurante a realização do Massica Indoor,  em Vitória da Conquista, o cantor Marcio Vitor, do Psirico,  mostrou sua nova criação. Um boneco baseado em sua imagem e semelhança que deve chegar brevemente ao mercado.

Fonte:Marrom

Foto: Fred Pontes

Parece que as coisas não andam nada bem na carreira da cantora Claudia Leitte. Após o escândalo com o empresário Mauro Cardin, eis que surge uma nova polêmica. Trata-se agora de muito mais dinheiro que o caso anterior. Segundo nota veiculada nesta sexta-feira, 29, no site Bahia Notícias (BN) o empresário comercial José Moraes Alfaya acusa a loirinha do Axé music de um golpe de quase 1 milhão de reais.

Alfaya relatou para o BN que foi jogado para escanteio, tão logo o contrato foi fechado com o Banco do Brasil, em uma reunião no escritório da Ciel, produtora da cantora desde 2007. No encontro de negociação com o banco, estavam presentes, além do empresário, o pai da musa, Sr. Claudio Inácio, a gerente de marketing da Ciel, Raíssa Martins, além dos diretores de marketing e comunicação do banco, vindos de Brasília, Stênio Araújo Correia e Rafael de Freitas Peixoto. “Quinze dias depois dessa reunião, eu tentei falar com os diretores do Banco do Brasil, mas fui impedido por Raíssa. Ela disse que eu já tinha feito minha parte e que o negócio agora era com ela, e eu disse ‘como assim? O cliente é meu’. Tentei falar com o senhor Claudio Inácio, e ele também disse que eu já tinha feito a minha parte. Desde então, eles passaram a ignorar que eu existia”, declarou. Ele afirma ter direito aos 10% referentes ao valor do contrato de Claudia Leitte com o banco, no valor de R$ 3 milhões, para uma turnê de dez shows pelo país, em 2010.

O referido empresário vai mais fundo e acusa a musa de não ter realizado o pagamento dos shows fechados desde 2007, “Quanto aos shows vendidos no ano de 2007, eu deveria receber comissão de R$ 99 mil, entretanto, a Ciel simplesmente resolveu deixar de pagar as comissões, atribuindo um total de débito a mim, referente a um show que foi vendido. Eles alegaram que não deveria ter sido realizado, então me pagaram apenas R$ 15 mil. Ou seja, ainda faltam me pagar R$ 84 mil destes shows”, afirmou.

Fonte: Universo Axé

Nuvem de tags